Capítulo I - Dia após dia...

segunda-feira, 22 de novembro de 2010
(Postado originalmente em: http://pinheiromusic.blogspot.com/2010/07/o-celeiro-das-rochas-capitulo-i.html )


Nesse fim de semana (16, 17, 18 de julho), eu e meu bando - O CELEIRO DAS ROCHAS - juntamos nossas tralhas e partimos pro Rio, mais precisamente pro ESTÚDIO CARIOCA (Jardim Botânico) pra gravarmos nosso primeiro EP - que tem por nome CAPÍTULO I.


Chegamos cedo, e após um café às pressas, corremos, guiados pelo nosso produtor e amigo PAULO GRUA, pro Estúdio Carioca.

Um curto bate-papo com o guru DANIEL CHEESE (dono do acolhedor estúdio) é o bastante pra saber que o que te espera é um gênio super gente fina. Uma infinidade de equipamentos e o grande conhecimento do Cheese, deixam o estúdio um lugar ótimo pra criação - não é atoa que por lá já passaram nomes como Milton Nascimento, Arthur Maia, Billy Biglione, entre outros...

Microfonamos a batera, escolhemos timbres pro baixo, e no meio de vários MESA/BOOGIE acabei cedendo à tentação, e escolhi sem pensar duas vezes o TINNY TERROR (ORANGE) e o JCM800 (MARSHALL) - amps esses que usei ligados juntos em todas as músicas. A minha querida Paulinha (minha Les Paul) não se adaptou legal ao ar condicionado do estúdio, e logo reclamou desafinando horrores. Tive um trabalho infernal pra botar ela no jeito. E no final das contas acho que me venderam uma corda MUITO VELHA! Mas enfim, nada que me fizesse perder o sono. Ao fim de um dia de ajustes dos detalhes, fomos pra casa dos meus tios, que nos acolheram de braços abertos. Fui mais bem tratado lá do que em casa! (risos)
Segundo dia foi correria! Gravamos TODAS as bases (sem voz) à moda antiga:
SEM METRÔNOMO e TUDO AO VIVO! E posso dizer de cadeira: não existe coisa melhor. A vibe do momento é toda captada, e todos os takes ficam com uma vida incrível. Talvez não seja a forma mais fácil de gravar, mas concerteza é a mais divertida. Infelizmente não são todos os estúdios que oferecem a possibilidade de todos os músicos tocarem juntos como se fosse um ensaio. E justamente esse clima descontraido que deixou todos os takes com uma cara de ao vivo muito velha-guarda, do jeitinho que a gente gosta! Graças à Deus deu tempo de gravar todas as bases, sobrando pra domingo voz e solos/fills.

No domingo o bicho pegou pro meu lado! Gravei todos os solos, slides e detalhes de todas as músicas, e ainda o mais difícil pra mim: A VOZ!
Pra quem não sabe, O CELEIRO não era um trio até 2 meses antes da gravação do disco, quando nosso vocalista tomou chá de sumiço! (risos) Então, tive dois meses pra virar vocalista totalmente no susto! Mas, deu tudo certinho. E já que nem Hendrix gostava da própria voz, eu fico um tanto quanto consolado! (risos)

Pegamos o último busão de volta, e chegamos mortos em casa! Mas, com a sensação de satisfação pulsando no peito!

O disco agora está em fase de mixagem/masterização e em MUITO, MUITO, MUITO breve iremos lançar o disco pra download. Então é só ficar de olho no blog pra ficar por dentro das novidades!







1 comentários:

  1. Marcus disse...:

    Parabéns ai rapaziada! É isso que eu acho o mais importante pra quem é músico. Criação! To super ansioso pra ouvir o EP! Parabéns!
    Marcus Prado

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 
O Celeiro das Rochas © 2011 | Designed by Bingo Cash, in collaboration with Modern Warfare 3, VPS Hosting and Compare Web Hosting